segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Ainda que... Sempre...


Ainda que tudo pareça sem solução...
Ainda que venha a fadiga, a decepção...
Ainda que a estrada esteja inacabada...
Ainda que os passos pesem na jornada...
Ainda que a angústia pareça não ter fim...
Ainda que para as lágrimas tristes haja o sim...
Ainda que no corpo se sinta a dor...
Ainda que por momentos venha o pavor...
Ainda que não veja a luz...
Ainda que pesada seja a cruz...


Sempre darei a Deus a adoração.
Sempre entregarei a Deus minha total devoção.
Sempre permanecerei nessa caminhada.
Sempre terei minha vida a Ele consagrada.
Sempre dedicarei tudo a Ele enfim.
Sempre o querer de Deus permitirei em mim.
Sempre a Deus expressarei meu amor.
Sempre para Ele será o louvor.
Sempre darei graças pela cruz.
Sempre serei de Deus, pois Ele me redimiu em Jesus.


Aleluia!!!!!!!!!!!!!!


=====
Escrita há alguns anos em um culto de domingo na AD em Itaperuna-RJ.

Nenhum comentário: