sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A Alma Que Escreve...

A Alma Que Escreve está passeando por entre imagens não conectáveis e que estão emolduradas uma ao lado da outra, trazendo uma poluição visual tão gritante, que faz com que os ouvidos da imaginação não consigam ouvir realmente o que se deseja expor.
Um quadro expõe a incompreensão dos saberes, outro mostra cores da violência gratuita, há um que sem pudor revela a nudez de quem se diz vestido de realeza.
E a Alma Que Escreve é invadida por emoções contraditórias, que lhe conferem um quê de amargura, pinceladas de questionamentos da incompreensão.
Tenta fechar os olhos para que não olhe mais para tais imagens, mas as suas impressões estão gravadas na memória e, assim, ficam como sombras com contornos brilhantes na escuridão dos olhos fechados (feche seus olhos e compreenderás).
Mas insiste nos olhos fechados.
E pouco a pouco vai sentindo as batidas aceleradas do coração começarem a ter um ritmo mais saudável.
Vai sentindo um langor produzido por um som que vem de um lugar ainda não conhecido.
Sente-se ser atraída por algo não conhecido, não explicável.
E nessa sensação de não esvaziamento, mas de preenchimento total, a alma de quem escreve começa a ver além das imagens, palavras que estão dando as mãos e formulando frases e mais frases.
Diferentemente das imagens, que estão ao lado uma das outras, mas não conectadas, as frases, apesar de dançarem cada uma em seu próprio ritmo, transmitem uma Mensagem Única.
Começa então a ler...
Começa então a escrever...
"Mais do que saberes eu posso dar, pois dou a sabedoria, e com apenas uma cor eu exponho a paz. Sou a realeza que não tem formosura, pois despi-me de toda glória."
Alma Que Escreve compreendeu essa Mensagem.
A mensagem quem diz é o Ser Supremo, quem lhe deu a vida, que lhe manifestou Sua Graça, atraindo-a, dando-lhe a sensação de sossego.
E isso lhe é tão magnífico, que não tem outra reação que não seja romper em direção ao que está além do que essas imagens estão impedindo-a de ver.
Abre os olhos e passa por elas, enfrentando todas as sensações desgostosas que ela transmite, pois a Mensagem ouvida lhe dá a ousadia necessária para enfrentar tais sensações.
E encontra-se com quem lhe diz a Mensagem, Seu Autor, Jesus!
A partir de então, a Alma Que Escreve não mais para de relatar a Mensagem em tudo que vem a escrever...

======

Escrevi esse texto motivada pelas "imagens" e "notícias" tanto da nossa terra (Brasil) como do exterior. Vi e li sobre violência desmedida, aprovação de leis que combatem o que não é para se combatido ou destruir o que divinamente foi criado; vi e li sobre atitudes de homens que se dizem cristãos que não corroboram com o que falam.
Enfim, fiquei meio que angustiada com tudo isso!
E resolvi escrever....
As palavras foram saindo e registrei-as acima.
Meio desconexas, meio complexas, mas verdadeiras.

Deus lhe abençoe!!!!

domingo, 25 de novembro de 2012

Aprendendo com os erros dos outros.....


Porque muitos têm o triste hábito de não aprender com a história dos outros para, assim, não cometerem o mesmo erro?
Por quê?
Quando estudamos a história de Israel, vemos que eles SEMPRE caíram em pecado por não buscarem conhecer a Deus.
Negligenciavam o estudo da Lei, valorizando mais ao que era supérfluo.
Ao ponto de crerem que o simples cumprimento dos rituais fosse o suficiente para agradarem a Deus.
Lendo os livros históricos (Josué, Juízes, Rute, Samuel, Reis, Crônicas, Esdras, Neemias e Ester) sempre vamos ver bem claro que o fato do povo não procurar conhecer a Deus por meio da leitura e estudo da Sua Lei, eles pecavam.
Mas o que mais me entristece é que hoje em dia o mesmo tem acontecido.
Os crentes têm deixado de participar das reuniões de ESCOLA DOMINICAL e de ENSINO DOUTRINÁRIO sem sentir nenhum tipo de incômodo.
Os crentes têm caído na vã ideia de que o participar de um culto domingo à noite e ir a "shows gospel" é o suficiente para poderem estar "firmes".
Até quando apenas o leite racional?
Até quando apenas comida de bebê?
Aí, quando se dá um alimento mais pesado, criticam o gosto, a consistência.
Acabam achando que a qualidade está proporcionalmente relacionada à quantidade de participação.
Israel pensou assim!
E acabou ouvindo isso de Deus:
"Meu povo foi destruído por falta de conhecimento. "Uma vez que vocês rejeitaram o conhecimento, eu também os rejeito como meus sacerdotes; uma vez que vocês ignoraram a lei do seu Deus, eu também ignorarei seus filhos." - Oséias 4:6

Pode parecer pesado, mas até hoje Israel está sofrendo consequências da sua falta de conhecimento.
Saber quem é Deus é ter FOME da Palavra. E quando se tem fome, busca-se o alimento com avidez.
Ou seja, estou com fome, então LEIO e MEDITO a Palavra de Deus diariamente e SEMPRE PROCURO PARTICIPAR das aulas da ESCOLA DOMINICAL e dos CULTOS DE ENSINO.
Desculpem o desabafo..........

Ana Paula Lopes Pinheiro
- 25.11.12 às 11:28h