segunda-feira, 30 de abril de 2012

Bendiga o Senhor!

"Venham! Bendigam ao Senhor todos vocês, servos do Senhor, vocês, que servem de noite na casa do Senhor.
Levantem as mãos na direção do santuário e bendigam ao Senhor!
De Sião os abençoe o Senhor, que fez os céus e a terra!"
(Salmo 134)


Este é o Salmo que encerra a sequência dos Cânticos dos Degraus.
Ao entoá-lo, os israelitas expressavam toda a alegria da conquista dos passos dados e da jornada vencida, reconhecendo que os méritos não eram seus, mas sim do Senhor.
Venham! Bendigam o Senhor...” (Sl 134.1a),

Tal alegria brota apenas de um coração que tem a tranquila e confiante certeza de que Deus está presente em toda a jornada, independente das situações.
Ela nasce a partir de um comprometimento com as promessas divinas e do reconhecimento de que em Sua Soberania, Ele utiliza as adversidades para que possamos diariamente alcançar o alvo que por Ele nos foi apontado.
Pois Seu maior desejo é nos mostrar as bênçãos que nos estão reservadas.
Mas por nos conhecer, sendo nosso Criador, atua em nossas vidas de formas diversas, para que possamos chegar ao estado satisfatório de condição plena para usufruirmos tais bênçãos.
Siga a sua jornada cristã sempre alegre, sabendo que em tudo Deus está contigo!




Deus lhe abençoe!!!!!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Encha de água as jarras...

Disse-lhes Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima.E disse-lhes: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E levaram. - João 2:7-8


Minha mãe, Roseni Lopes Pinheiro, tem uma sabedoria que eu admiro.
Sempre nos ensinou, e ainda nos ensina, mesmo eu e minhas irmãs (Luciana, Elisama e Ester) já sermos adultas, utilizando a Palavra de Deus.
E hoje ela me fez aprender mais um pouco sobre fé....
Disse-me ela: Ana, quando Jesus transformou água em vinho lá no casamento de Caná, Ele apenas mandou que os criados enchessem as jarras com água e fossem servir os convidados com aquilo que haviam colocado nas jarras. Não falou que iria transformar em vinho. Eles obedeceram e o milagre aconteceu diante dos olhos deles na hora em que serviam a água.
Após desligar o telefone (pois moro distante dos meus pais), fui ler a referida passagem e a mensagem bradou mais alto em meus ouvidos espirituais e pude mais uma vez compreender o agir de Deus.
Quantas vezes já li tal passagem e não havia parado para pensar nesse simples detalhe!
Jesus apenas disse encha de água e distribua. Mais nada!
Ou seja, temos que confiar em Deus e fazer o que Ele nos manda, que é nos deleitarmos Nele e obedecê-Lo.
Se for necessário transformar a água em vinho para que a alegria seja completa, Ele transformará.
Mas antes, temos que encher as jarras com água e servir.
Deleitemo-nos no Senhor e obedeçamos ao Seu querer e o mais Ele fará!!!!
Fé não é nos lançarmos em um vazio supondo que algo nos protegerá na queda.
Não!
Fé é nos lançarmos nas mãos de Deus por reconhecer que Ele é Soberano e Poderoso para fazer infinitamente mais do que possamos até sonhar.

Deus lhe abençoe!

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Se não fosse o Senhor...

"Mas tu, Senhor, é o escudo que me protege; és a minha glória e me fazes andar de cabeça erguida." (Salmo 3.3)

O que seria de nós se não fosse essa verdade?
Tudo ao redor desmorona, tudo se direciona para uma incerteza e desespero.
Parece que não vamos mais acordar com notícias boas, só ruins.
E esse verso sempre me confortou e ainda me conforta.
Pois mostra que não devemos nada temer, independente de qual situação seja.
Sei que há algumas que vivemos que nos fazem sentir impotentes.
E isso é ruim!
Claro!
Mas não questionemos a Deus.
Mesmo que na boca fique um gosto amargo e não entendamos alguns fatos que ocorrem...
Reconheçamos que o Senhor é o nosso escudo, ou seja, os dardos podem até vir e alguns podem até nos atingir, mas serão apenas aqueles que forem permitidos por Deus, pois o escudo não está nas nossas mãos, Ele, nosso Deus, é o Escudo.
Ele se direciona sempre para onde estiver vindo o pior dos ataques...
Como não sabemos, sempre achamos que os dardos que nos atacam é que são os piores. Contando que Ele está na verdade nos protegendo dos mais intensos.
Nós não somos nada e nem podemos nada!
Sua proteção sempre nos alcança.
E quando O buscamos com corações contritos, sinceros, permitindo que Sua Palavra nos lave diariamente e, assim, fazendo com que ela seja viva e eficaz no nosso interior, podemos andar de cabeças erguidas, com a consciência tranquila de que o que vier a nos acontecer jamais será por estar em erro, como muitos gostam de dizer.
Sempre rendamos a Ele toda a glória!
Ele merece de nós o louvor e a adoração!
Mas, por sermos humanos e frágeis, muitas vezes esquecemo-nos disso.
Ainda mais diante de situações completamente distorcidas do que sonhamos ou desejamos, do que até buscamos diariamente.
Enfim, vida cristão: uma jornada prazerosa não à vista dos homens...


Deus lhe abençoe!!!

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Pensamentos vitoriosos...

Nossa memória é algo que deve ser alimentada sabiamente, pois por ela nos condicionamos para o futuro.
Lendo o Salmo 129 (recomendo que o leia) notei que o escritor não permitiu que as dificuldades e as dores que sofreu atingissem o seu coração, ou seja, os seus sonhos e desejos.
Ele expõe que as dores foram profundas, mas que não conseguiram chegar ao local secreto de onde brotava a sua força.
Pelo contrário, ele relata que alimentou a sua memória não com as dores, mas com o livramento que Deus, Senhor justo, lhe dera.
O Senhor é justo! Ele libertou-me das algemas dos ímpios.” (Sl 129.4)
É assim que devemos agir!
Nossos pensamentos devem ser vitoriosos.
Não estou aqui advogando em prol de uma mentalidade super-crente.
Não!
Mas que hajamos da mesma forma que o salmista, não permitindo que as nossas lembranças sejam permeadas apenas pelas tristezas, mas sim que ao nos lembrarmos das dificuldades, à frente esteja a certeza de que Deus foi nosso fiel libertador.
Como disse Jeremias:
Todavia, lembro-me também do que pode me dar esperança. ” (Lm 3.21).
Agindo dessa forma, a certeza de que somos vitoriosos sempre será pujante em nossa vida e teremos a ousadia necessária para poder enfrentar os que desejam ver nossa queda.

Deus lhe abençoe!!!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Salmo 130


Nosso pecado nos separa de Deus.
Mas Deus perdoa!
Não deseja que caminhemos pela perdição, mas nos oferta o escape.
É Dele que vem a propiciação do nosso perdão, por isso que é Nele que devemos por toda nossa esperança.
O salmista clama por tal salvação, reconhecendo sua condição pecaminosa e que somente em Deus estaria a sua salvação:
“Das profundezas clamo a Ti, Senhor; ouve, Senhor a minha voz. Estejam atentos os Teus ouvidos as minhas súplicas! Se Tu, Soberano Senhor, registrasse os pecados, quem escaparia? Mas Contigo está o perdão para que sejas temido.” (Sl 130.1-4).
A certeza da nossa salvação gera em nossa alma uma ansiedade benéfica, o de esperarmos o mais breve possível ver o Senhor.
“Espero pelo Senhor mais do que as sentinelas pela manhã; sim, mais do que as sentinelas esperam pela manhã!” (Sl 130.6.).
Mas o verso que isso expõe declara uma verdade: que devemos estar em uma posição de alertas durante a noite que ainda vivenciamos.
Não podemos pestanejar ante uma verdade: que o inimigo anda ao nosso derredor, buscando a quem tragar. Pois o que ele mais deseja é que nossos pés vacilem.
“Estejam alertas e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar.” (1Pe 5.8).