sábado, 15 de outubro de 2011

Coração "sente"...

Uma pequena sensação
incomoda meu coração,
mas não tem causado amargura,
nem sequer me tortura.

Revelo-a como um incomodar,
pois não sei que nome lhe dar.
É um não sei que de saudade,
um querer de felicidade.

Se houver um permitir,
vou ao que ele diz seguir.
Deus não me deixará viver
algo que seja para perder.

E os dias assim vão passando...
Tais dias vão me mostrando
que o incômodo pode ser no final
a alegria expressa no total.

Ouso querer me entregar inteiramente
e permitir o que se sente.
Como não quero apenas um ardor,
o necessário tempo vou lhe dispor.

Para que todo o desejo
não se perca apenas em um lampejo,
mas seja mente e coração dizendo sim
ao que promete ser sem fim.
_______
Escrito em 03 de outubro de 2011.

Nenhum comentário: