domingo, 14 de agosto de 2011

A Igreja entre a Cruz e o Pentecoste

Há uns dias eu li a seguinte frase:


A igreja parou entre algum lugar entre o CALVÁRIO e o PENTECOSTE - J. Briscoe


Ela me fez ficar matutando por um bom tempo.....
E, não sei se essa foi a intenção do Briscoe, mas em meu coração nasceram as seguintes palavras:


===========

A igreja entre a cruz e o pentecoste...
... está profundamente triste.
... é duvidosa.
... está decepcionada.
... está com medo.

É uma igreja doente emocionalmente!

A igreja entre a cruz e o pentecoste...
... está tal qual Maria Madalena quando foi ao sepulcro e encontrou-o vazio.... está tão presa à sua tristeza que se esqueceu das tantas vezes que o milagre havia sido prometido, com o coração chorando ao ponto de seus olhos não conseguirem nem mesmo ver tal milagre quando este aconteceu.
... está tal qual Tomé.... está duvidando ao ponto de sua mente estar perturbada e questionar se o milagre é verdadeiro ou não; está com dúvidas geradas pela dor, permitindo que sua mente se inunde de questionamentos, imposições humanas para que possa crer ou não no milagre.
... está tal qual os dois discípulos no caminho de Emaús...... está decepcionada por não ter visto os fatos ocorrerem da forma como queria; o que pensava não aconteceu do modo como queria e tal decepção a faz nem mesmo crer no milagre, mesmo que esse já tenha sido concretizado e testemunhado; prefere o
comodismo, retornar para sua zona de conforto, afastar-se do objetivo.
... tal qual Pedro, quando retornou para a pesca.... está com medo de seguir o que lhe fora proposto, por causa do erro cometido em um momento que sua atitude foi provada; está então achando-se incapaz, inábil, inapropriada; está fugindo, escondendo-se.

Como igreja não estamos imunes a isso, pois podemos vivenciar o desespero, a dúvida, o medo, a decepção e tantos outros sentimentos tidos por alguns até como pecaminosos, mas não o são.
Tais personagens e fatos registrados na Palavra de Deus ocorreram com pessoas tementes, mas que haviam passado por uma situação que abalara-os de tal modo que o seu emocional foi atingido brutalmente, refletindo-se no seu espiritual.
Estavam no limiar, no extremo de suas dores.....

Mas.....
E é aí que meu coração se alegra mais ainda em Deus!
Mas.....

A igreja que está entre a cruz e o pentecoste...
.... é chamada por Cristo, que lhe diz "Vá e diga que sou Eu!".
.... recebe inesperadamente a visita de Cristo e ouve Dele: "Toque em mim!".
.... é procurada por Cristo ainda no caminho, que a exorta dizendo: "Como você custa a entender! Sou Eu!".
.... é recebida por Cristo na praia, que lhe pergunta: "Tu me amas?"

E AQUELA igreja que estava entre a cruz e o pentecostes não apenas ouviu o que Cristo lhes falou, mas creu, obedeceu, agiu, retornou.....

Ela estava no cenáculo reunida quando foi revestida com Poder vindo do Alto e, desde então, tal igreja não mais agonizou, duvidou, fugiu ou escondeu-se.
Pelo contrário, fez uma das mais lindas orações registradas nas Sagradas Escrituras, que está registrada em Atos 4.24-31:


"E, ouvindo eles isto, unânimes levantaram a voz a Deus, e disseram: Senhor, tu és o Deus que fizeste o céu, e a terra, e o mar e tudo o que neles há;
Que disseste pela boca de Davi, teu servo: Por que bramaram os gentios, e os povos pensaram coisas vãs?
Levantaram-se os reis da terra, E os príncipes se ajuntaram à uma, Contra o Senhor e contra o seu Ungido.
Porque verdadeiramente contra o teu santo Filho Jesus, que tu ungiste, se ajuntaram, não só Herodes, mas Pôncio Pilatos, com os gentios e os povos de Israel;
Para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho tinham anteriormente determinado que se havia de fazer.
Agora, pois, ó Senhor, olha para as suas ameaças, e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra;
Enquanto estendes a tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo Filho Jesus.
E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus."

Ela até passou por situações mais agonizantes, de sentir até menos na carne as dores, mas agora seus olhos estavam abertos para a compreensão de que o que aqui passavam não se comparava ao que Cristo lhes havia conquistado.

Igreja.... não fique parada entre a cruz e o pentecoste!
Ouça o que Cristo está lhe dizendo e viva o sobrenatural de Deus...

Deus lhe abençoe!!!!

Para melhor compreensão do que escrevi, leia:
- João 20.10-18;
- João 20. 24-29;
- João 21.15-19;
- Lucas 24.13-33.

Um comentário:

Mila Suzano disse...

Aleluia! Somos a Igreja de Cristo.