sexta-feira, 8 de abril de 2011

Dor... uma oração pelos que sofreram perdas...




Dor...
... não há palavras que possam explicar realmente essa sensação.
Não digo dores físicas, mas aquela dor dilacerante no interior de nosso ser.
Por isso as lágrimas, os olhares distantes e, até mesmo, os gritos....
Isso tudo é a alma tentando romper a barreira da invisibilidade, procurando mostrar quem ela é nesse momento, ou seja, ela é DOR.
O tempo passa...
Minutos parecem horas, dias, semanas, anos...
E com o passar dos dias compreendemos que a alma não conseguirá se tornar visível.
Não adianta!
A dor não vai embora....
Ela nos faz sentir algo como um gosto de morte, se podemos dizer que tenha sabor.
O coração descompassa o seu ritmo, fica acelerado, fica lento.
O corpo evidencia um tremor ou uma languidez.
Desmaiamos ou então ficamos como que eletrizados.
Temos vontade de buscar um caminho para o nada e procurar encontrar lá algo que faça com que ela pare.
É uma angústia tão grande que faz com que a sanidade escorra por entre as lágrimas.
Vamos ao chão, aliás, ao fundo do poço.
Dor...
O que fazer?
Como viver com ela?
Falar conosco não adianta, pois a voz da dor sobrepuja outras vozes e assim não conseguimos racionalizar o que está sendo dito.
Parece até que é outro dialeto.
Precisamos das palavras não ditas, que são transmitidas por um abraço, um carinho, um aconchego, um olhar...
Precisamos sentir o AMOR.
Nada mais do que isso!

"Paizinho,
tudo o que aconteceu feriu vidas, ceifou sonhos, desmoronou castelos.
A dor veio e invadiu sem pedir licença e sem comunicar sua chegada.
Não conseguem encontrar paz.
Não conseguem encontrar razão.
Não conseguem nem mesmo orar.
Por isso que venho Te pedir que manifeste Sua misericórdia de uma forma que eles possam sentir o abraço que tinham, o beijo que foi perdido, o carinho que foi silenciado.
Espírito Santo, vá como um óleo sobre as feridas abertas e cure.
E lhes mostre que há ainda vidas para serem vividas.
Deus, que o amanhã chegue logo e que todo essa tempestade acalme-se miraculosamente.
Que suas almas encontrem o descanso necessário e se deixem ser levados pelos Seus braços.
Que esses pais, irmãos, tios, avós, bisavós, amigos (até mesmo nós, distantes) possam reconhecer que Tu és o Único, Aquele que preenche o vazio que hoje existe.
Em Nome de Jesus!
Amém!"

2 comentários:

Ana Léa disse...

lindo Ana!!que Deus possa continuar de abençoando e capacitando a cada dia.
Muito triste tudo que aconteceu!sempre vem a minha memoria as palavras da pequena Jade dissendo: meu Deus eu sou tão nova para morrer,são coisas que nós comove muito pois nóis como pais pessamos nós nosssos filhos,São tralmas que as aquelas criançaçs levaram por resto de suas vidas.Só o Senhor nosso Deus pra sarar todas as feridas,tirar todos os tralmas,todos os medos e todas as aflições....Bjsss Ana Deus te abençoe.

Ana Paula disse...

Pois é, Ana...
O mais interessante nesse fato triste é que não foi apenas uma dor localizada, ela se espalhou por todo o país e, espero que possa fazer com que alguns olhos cristãos sejam abertos.
Afinal, o atirador teve sua mente insana dominada pelo diabo quando a Palavra de Deus foi lhe mostrada/ensidada de modo ERRADO e, com isso, este fim trágico...
Deus está falando algo com a Igreja também!!!!
Beijos!