terça-feira, 16 de março de 2010

SER BEM SUCEDIDO

Vivemos em uma época onde o desejo maior do ser humano é o de ser bem sucedido, onde a prosperidade material é o principal sinal dessa bem sucedida vida. E para alcançar tal patamar, o homem é colocado como o centro de tudo e “...deve viver sua vida ao máximo e conseguir tudo o que puder neste mundo.” (Friedrich Nietzsche), sendo responsável em criar seus próprios valores e escolher viver aqueles que considerar mais convenientes e que possam levá-lo ao sucesso material, emocional e, até mesmo, espiritual.

Com esse modo de pensar hedonista, temos diariamente visto a humanidade caminhando por uma estrada que a distancia mais e mais da verdade, que é absoluta, e que lhe fará perceber que muito mais do que satisfação, prazer de momento, riqueza ou saúde, o ser bem sucedido é vivido apenas quando existe a certeza da eternidade.

Sim! Por mais que o homem negue, ele está em uma busca desenfreada pelo amanhã, mas por estar cego pelo ‘senhor deste século’, que tem dominado seu modo de pensar (que gerará sua prática de vida), não tem ido pelo caminho correto, cujo alvo é a eternidade em Deus. Pelo contrário, cria um código de condutas particular, onde ele possa viver sua própria verdade, sua felicidade egoísta, que lhe proporcionará satisfação momentânea, o viver apenas o agora e lhe fará esquecer que a eternidade está à frente.

Mas, ao lermos a Palavra de Deus, patentemente vemos a verdade: ser bem sucedido se alcança ao reconhecermos quem é o Senhor de nossas vidas, que nos dará a tão necessária certeza da eternidade segura, de paz.

Entre tantas passagens e/ou personagens que nos mostram essa verdade, vamos nos ater ao rei Davi. Este, no final de sua vida, ao passar o trono para seu filho Salomão, deu-lhe várias instruções e, ao terminar suas palavras, eleva um louvor onde adora e enfatiza claramente o motivo de estar terminando sua vida podendo dizer ter sido bem sucedido: “Teus, ó Senhor, são a grandeza, o poder, a glória, a majestade e o esplendor, pois tudo o que há nos céus e na terra é Teu. Teu, ó Senhor, é o reino; tu estás acima de tudo.” (1Cr 29.11). Ou seja: reconhecer Deus como o Senhor de tudo, inclusive de nossas próprias vidas, é o que necessitamos para termos nossos passos sendo dados na estrada correta e que nos proporcionará viver hoje a certeza do amanhã.

Foi nesse fim de vida que Davi também escreveu um Salmo que exalta a Deus pelos livramentos dados a ele e a Israel. No Salmo 124, já no primeiro verso (“Se o Senhor não estivesse do nosso lado;...”), Davi enfatiza que Deus está ao lado, que não é distante e sem misericórdia e para que essa certeza fosse bem gravada e reconhecida pelo povo, o salmista solicita que seja repetida tal frase (“... que Israel repita: Se o Senhor não estivesse do nosso lado...”) e, ainda, complementado com o que Deus fez: “Se o Senhor não estivesse do nosso lado quando os inimigos nos atacaram, eles já nos teriam engolido vivos, quando se enfureceram contra nós; as águas nos teriam arrastado e as torrentes nos teriam afogados; sim, as águas violentas nos teriam afogado!” (Sl 124.2-4).

Que ensinamento claro para nós!

Quem, senão o Senhor, poderá nos proporcionar diariamente as alegrias, vitórias necessárias para uma vida realmente de sucesso?

A história de Davi nos dá ensinamentos claros sobre essa verdade. Ele foi ungido como rei de Israel ainda na sua adolescência, sendo o último dos irmãos e, até mesmo, ‘esquecido’ por estar no campo com as ovelhas. Depois de ungido rei, foi para o palácio servir a Saul, sendo por este odiado. Ameaçado de morte, teve que fugir e viver até mesmo entre inimigos. Sofreu muitos outros embates antes de assumir o trono realmente. Quando se tornou rei, enfrentou muitas guerras, problemas internos e até mesmo familiares. Mesmo ante isso, ele ficou conhecido como um rei, um homem “segundo o coração de Deus”.

Em cada fase da vida de Davi podemos claramente ver sua inteira e total entrega a Deus. Mesmo quando cometeu o adultério e assassinato, não se ocultou ou se desculpou, mas rasgou sua alma diante do Senhor, reconhecendo Sua Soberana Justiça e solicitando misericórdia. Ou seja, em todos os momentos Davi colocava-se sob as mãos de Deus.

Outro Salmo por ele escrito, o de número 139, nos faz ver este seu reconhecimento. Davi exalta a soberania de Deus, Sua onisciência, onipotência e presciência, terminando seu versejar dizendo: “Sonda-me, ó Deus, e conhece meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações. Vê se em minha conduta algo te ofende e dirige-me pelo caminho eterno.” (Sl 139.23-24). Em outras palavras: “Estou em Suas mãos!”.

Queremos ser bem sucedidos?

Desejamos prosperidade? Paz de espírito? Saciar nossa alma?

Uma atitude apenas necessitamos ter: nos entregar inteiramente a Deus.

Na nossa jornada terrestre, diante de qualquer percalço que surgir, devemos evidenciar uma firmeza de coração que reconhece que Deus está conosco.

Para alcançar essa convicção, devemos olhar para a cruz que há mais de 2000 anos foi erguida e que outorgou-nos a liberdade necessária para podermos entrar no Santo dos Santos celestial com nossas consciências limpas de toda culpa e, assim, ouvirmos diretamente do nosso Pai Celestial toda a história que Ele já tem escrita para nossas vidas.

Afinal, “Os Teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no Teu livro antes de qualquer deles existir.” (Sl 139.16).

‘Ser bem sucedido’ é algo que Deus quer que sejamos.

Tanto que nos amou ao ponto de enviar Seu Filho, Jesus Cristo, para que pagasse a nossa dívida e que não nos permitia vivermos toda a paz, alegria e satisfação que almejamos.

Agora podemos vivê-la!

Pois quando aprofundamo-nos em conhecer mais sobre Deus, nós nos conscientizamos de uma verdade: Ele em Sua presciência já tem nossa história escrita e desde a eternidade já planejou o meio de nos chegarmos até Ele, através de Cristo, basta apenas que confiemos totalmente Nele para que essa história seja contada diariamente e, independente das situações que surgirem, temos que ter a certeza de que elas estarão dentro do que foi já planejado por nosso Deus para que Sua glória seja manifestada.

Convido-lhe a buscar esse ‘bem viver’.

Convido-lhe a reconhecer que sua vida pode ser completamente bem sucedida, bastando apenas que você ouça e permita que Ele seja o Seu Senhor.

A Paz do Senhor!

Um comentário:

Alexandre Pitante disse...

Paz, Ana Paula.

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus lhe continue abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Um abraço, Alexandre Pitante.