segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Fala, Senhor!

Fala, Senhor!
Tua voz acalma o que está em turbulência e direciona o que está perdido.
Tua voz estronda no silêncio da mágoa e faz com ela seja apaziguada.
Tua voz penetra no mais íntimo e vasculha o que não se vê e faz com que venha à tona o que está sendo o impedimento para uma vida de plena prosperidade.
Tua voz...
É ela que quero ouvir.
Fala, Senhor!

Nenhum comentário: