quarta-feira, 15 de julho de 2009

....

Não me pergunte porque,
pois eu não vou dizer.
Não me indague nem o que,
pois eu não vou responder.
Ninguém ainda conseguiu
descobrir como ele nasce.
Mas de alguém já se ouviu
que forte e inabalável cresce.
Eu posso apenas lhe falar
que é de inestimável valor.
Mesmo que o queiram negar,
ele insiste até com a dor.
É tão simples e singelo,
mas complicado quando quer.
Não há como não tê-lo
se desejamos a alegria viver.
Conseguiu o que digo descobrir?
Não queira lhe dar definição.
Basta apenas ao coração ouvir
e chegará a solução.

Nenhum comentário: