sábado, 9 de maio de 2009

Um sorriso...


Um sorriso de criança...
Quanta esperança!
Como vejo futuro
em um sorriso tão puro.




Do berço em sonhos,
festejos risonhos
nos lábios aparecem,
enquanto adormecem.






Se uma lágrima há,
no meio haverá
um sorriso a brilhar.
Assim, finda o chorar.


Nele não existe falsidade.
Nem conhece a maldade.
Só paz transmite.
De simplicidade consiste.


Sai do coração
sem uma hesitação.
Um louvor trazendo,
Jesus nele contendo.

****
Vendo o Kemuzinho no berço, quando era bebê... nasceu esse poema...

Nenhum comentário: