sábado, 16 de maio de 2009

Escrita em 17 de março de 1996...

Pensei que seria diferente,
que haveria algo a ganhar.
Teria prazer no inexistente
ou até que viveria o amar.
Pensei e sonhei coisas mil.
Idealizei aquilo que imaginava.
Mas não sabia que seria vil,
que era vão o que desejava.
Pensei e pensei errado.
Planejei e joguei para perder.
Como fazer para cumprir esse trato?
O que fazer para poder reviver?
Socorro!

Nenhum comentário: