segunda-feira, 27 de abril de 2009

Chora!

Se você está sentindo vontade de expor o seu interior através das suas lágrimas, faça isso. 
Não de forma desesperadora, mas sincera e completamente se exponha diante Daquele que realmente pode ouvir as palavras de cada lágrima que vai rolar. 
Saiba que esse dialeto Ele conhece bem, por isso vai lhe entender e vai lhe responder. 
Seja suas lágrimas a oração que Ele aguarda ouvir... 
================ 


Chora! 
Desabafa o coração. 
É melhor explodir a emoção, 
do que na angústia cair 
e ver o castelo ruir. 


Chora! 
A inquietação assim sai 
e a alma se esvai, 
permitindo à tranquilidade 
vir pousar sobre a verdade. 


Chora! 
Não prenda a tristeza. 
Deixa ela sair na correnteza 
das lágrimas que vão rolar 
e as fantasias inundar. 


Chora! 
Deixa cair esse manto. 
Deixa esgotar todo o pranto. 
Reconstrua de novo teu mundo. 
Saia desse vazio, desse fundo. 


Chora! 
Pois alguém vai te ouvir. 
Alguém vai te acudir 
e vai de novo te entregar 
a alegria, o viver, o sonhar. 


Chora! 
Que os ideais retornam 
e as mágoas se afogam. 
Ao desespero não se entregue não, 
mas aceite a estendida mão


Chora! 
Que alguém está ao teu lado 
e tem tudo consigo controlado. 
Deixa brilhar de novo a luz. 
Deixa teu choro nas mãos de Jesus.


================ 
Escrevi essa poesia em janeiro de 1995.

Nenhum comentário: