segunda-feira, 2 de março de 2009

Tem momentos que dói. 
Silêncio, gritos, situações e não realizações, tudo promove uma dor na alma. 
Sabe o que faço? 
Escrevo.... 
Era já noite ontem quando aquietei minha alma com as seguintes palavras....
=======

É... 
... tenho sentido uma inquietação, 
uma angústia, um sim e não. 
É um misto de esperança e pavor. 
É uma lágrima sem haver dor. 
Um grito silencioso... 
Um silêncio escandaloso... 

AAAAAIIII !!!!

Ó minha alma tão questionadora, 
confia em quem te resgatou. 
Saiba que de toda paz és merecedora, 
pois Cristo para ti a conquistou. 
Quando? 
Ao deixar o Seu esplendor celestial 
e vir aqui morrer em uma cruz. 
Enfrentou a morte e ao final, 
te resgatou de um mundo sem luz. 
Ó minha alma, descansa! 
Sinta do Espírito a brisa mansa. 
Ó minha alma, só não estás. 
Cristo tudo sabe e receberás... 
... mais do que questionas. 
... mais do que esperas. 
... mais do que crês.

======
Espero que possam ser palavras que sua alma necessitava também ouvir e que estejam também te aquietando.

Um comentário:

Antonio Regly disse...

Cada um de nós tem destes momentos. Una mais outros menos. Mas sempre chega um dia em que nos sentimos como Paulo escreveu: "Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; 9perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos; levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo" (II Cor. 4:8-10.
Dê uma passadinha no http://recebiliegostei.com/
e veja os links.
Abraço fraterno e recomendações aos seus pais,

Pr. Regly