quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Fala coração....


"O QUE ESTÁ NO MEU CORAÇÃO PRECISA SAIR À SUPERFÍCIE. POR ISSO PRECISO COMPOR." (Beethoven) ======


Coração...
Questionador das situações e novidades, das inverdades e até mesmo das próprias interrogações.
Buscou esconder-se o possível para que não fosse exposto às situações inconstantes, mas aos poucos o seu pulsar vai revelando-o e declarando as palavras silenciadas.
Reconhece que a razão deve estar ao seu lado, direcionando as formas verbais e as conjunções necessárias para que as frases não sejam desconexas e, assim, incompreendidas.
Depôs toda uma incerteza, baseando-se em uma verdade que pulsa na constância de suas batidas.
Compor é o que lhe conferiu a condição de se mostrar.
Por palavras?
Sim!
Pois as lágrimas são um dialeto desconhecido por muitos.
Pois os sorrisos são letras que não expressam toda uma sentença para outros.
Pois o toque não pode comunicar nada quando não se está próximo.
Pois a voz se perde muitas vezes ao vento, sem chegar ao alvo desejado.
Sim!
Palavras...
Que foram nascendo dentro de si por intermédio das situações, algumas queridas e outras não.
E ele as toma uma a uma, analisa suas formas e melodia, une as que possuem poesia e emoção e ordena que se revelem nas cores das tintas sobre um papel.
Pronto!
Está exposto!
Seus medos, suas vontades, seus senões, sua verdade.
Revela-se para que seja feliz.
Revela-se para que possa ser ouvido e, assim, sua voz seja conhecida e jamais esquecida.
Procurava esconder-se não por temer a si mesmo.
Não!
Mas por estar receoso em relação a outros corações...
Na realidade, a um outro coração.
Outros corações podem vir a questionar essa sua "explicitação", essa sua posição.
O outro coração, pelo contrário, pode ficar silencioso.
Mas, voltando a este Coração...
Este Coração procurou ficar quieto.
Conseguiu?
Quem consegue? 
Coração.... 
Dele depende toda uma vida, já bem disse o Sábio Salomão. 
Muitas vezes ele se guardou nas tempestades surgidas, nas situações não desejadas impostas. 
Para poder estar forte, alimentou-se de esperanças não baseadas em promessas ditas, mas em uma Verdade Absoluta. 
Para poder estar firme, estabeleceu-se em uma Rocha Inabalável. 
Estando forte e firme, pôde ter a liberdade de se expor. 
E é o que fez, faz e fará! 
Será o que jamais deveria ter deixado de ser. 
Falará o que jamais deveria ter calado. 
Permitirá ser lido, comentado e vivenciado. 
Coração... 
Fala...

Nenhum comentário: