terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Hoje!



Hoje... 
Dia que não declara o que vai acontecer. 
Que não demonstra seus sentimentos. 
Se vai sorrir. 
Se vai chorar. 
Se vai amar ou odiar.

Hoje... 
Dia de surpresas e decisões. 
Talvez de dores e sofrimento. 
Mas tem lá suas razões, 
nada é de momento.

Hoje... 
Que vai ser diferente de ontem. 
Que vai ser espelho de amanhã.

Hoje...

"Basta a cada dia o seu mal..."

- Ana Paula Pinheiro de Oliveira

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

V

Vida 
Vale a pena 
Vivê-la 
Verdade 
Vale 
Vê 
Vive 


Vida 
Vã sem Deus 
Vale pouco 
Vale nada 
Você sabe 
Vê 
Vive 


Vida 
Vivida com Deus 
Valorizada por Ele 
Vitoriosa 
Você sabe 
Vê 
Vive 


Vida 
Vinda Dele 
Verdadeiramente 
Voltada para santidade 
Vivida em Deus 
Viva 
Vida 
Valorosamente 
Voltada para Cristo 
Viva a VIDA

Caminhando...

Essa é a expressão poética do texto Uma Jornada.
Ambos revelam o meu caminhar, ou seja, como eu andava,
porque parei e como busco andar a partir de então.


=====


Eu vinha caminhando 
com passos bem lentos. 
Ia somente andando. 
Vagando em pensamentos. 


Pedradas eu recebia, 
mas esperança sempre via. 
Eu tinha algum sofrer, 
mas não sabia temer. 


A estrada era espinhosa 
e tudo me fazia fugir. 
Mas sempre nascia uma rosa 
quando eu vinha a sorrir. 


Eu não tinha nenhuma pressa. 
Até perguntava: "Que me interessa?" 
Tudo para mim era normal. 
O que poderia me fazer mal? 


Sabia que minha vida estava 
entregue nas mãos de Deus. 
Por isso, nada receava. 
Pensava viver nos preceitos Seus. 


Mas espere! 
O que ouço agora? 
É um grito! 
Alguém que implora. 
Foi assim que vim a acordar 
e ver que estava a errar. 


No meu caminho, ao meu redor, 
pessoas precisam de mim. 
Querem que lhes leve o amor. 
Foi para isso que disse sim. 


Eis aí uma razão 
de ter ganho a salvação. 
Despertei para a realidade, 
meus passos ganharam novidade. 


Eles agora estão ligeiros, 
não caminham só por ir. 
Querem ser os primeiros 
a buscar almas para o porvir. 


As pedradas só aumentaram, 
mas meus lábios se renovaram. 
Com elas consigo dar louvores. 
Meu caminho está cheio de flores. 


Sim, eu ainda tenho devotada 
minha vida ao Senhor. 
Mas para as almas voltada 
estou com todo ardor. 


Pois o que Ele unicamente 
deseja em mim realizar, 
consigo ver claramente 
e em total vou me entregar. 


Não vagueio em meus pensamentos. 
Sou Dele em todos os momentos. 
Estou realizando, afinal, 
Sua vontade em total.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Fala coração....


"O QUE ESTÁ NO MEU CORAÇÃO PRECISA SAIR À SUPERFÍCIE. POR ISSO PRECISO COMPOR." (Beethoven) ======


Coração...
Questionador das situações e novidades, das inverdades e até mesmo das próprias interrogações.
Buscou esconder-se o possível para que não fosse exposto às situações inconstantes, mas aos poucos o seu pulsar vai revelando-o e declarando as palavras silenciadas.
Reconhece que a razão deve estar ao seu lado, direcionando as formas verbais e as conjunções necessárias para que as frases não sejam desconexas e, assim, incompreendidas.
Depôs toda uma incerteza, baseando-se em uma verdade que pulsa na constância de suas batidas.
Compor é o que lhe conferiu a condição de se mostrar.
Por palavras?
Sim!
Pois as lágrimas são um dialeto desconhecido por muitos.
Pois os sorrisos são letras que não expressam toda uma sentença para outros.
Pois o toque não pode comunicar nada quando não se está próximo.
Pois a voz se perde muitas vezes ao vento, sem chegar ao alvo desejado.
Sim!
Palavras...
Que foram nascendo dentro de si por intermédio das situações, algumas queridas e outras não.
E ele as toma uma a uma, analisa suas formas e melodia, une as que possuem poesia e emoção e ordena que se revelem nas cores das tintas sobre um papel.
Pronto!
Está exposto!
Seus medos, suas vontades, seus senões, sua verdade.
Revela-se para que seja feliz.
Revela-se para que possa ser ouvido e, assim, sua voz seja conhecida e jamais esquecida.
Procurava esconder-se não por temer a si mesmo.
Não!
Mas por estar receoso em relação a outros corações...
Na realidade, a um outro coração.
Outros corações podem vir a questionar essa sua "explicitação", essa sua posição.
O outro coração, pelo contrário, pode ficar silencioso.
Mas, voltando a este Coração...
Este Coração procurou ficar quieto.
Conseguiu?
Quem consegue? 
Coração.... 
Dele depende toda uma vida, já bem disse o Sábio Salomão. 
Muitas vezes ele se guardou nas tempestades surgidas, nas situações não desejadas impostas. 
Para poder estar forte, alimentou-se de esperanças não baseadas em promessas ditas, mas em uma Verdade Absoluta. 
Para poder estar firme, estabeleceu-se em uma Rocha Inabalável. 
Estando forte e firme, pôde ter a liberdade de se expor. 
E é o que fez, faz e fará! 
Será o que jamais deveria ter deixado de ser. 
Falará o que jamais deveria ter calado. 
Permitirá ser lido, comentado e vivenciado. 
Coração... 
Fala...