segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Insanidade.

Como sempre, um turbilhão de sentimentos que explodem em palavras e mais palavras...
Estava pensando em várias coisas e peguei caneta e papel e escrevi isso do modo que as palavras foram "saindo".

========

Sair um pouco da minha razão
e dar ao meu pensamento vazão,
para poder soltar, deixar exprimir
tudo que meu ser está a sentir.


Rolar...
          Rolar...
                    Rolar...
Sem ter medo do que estou a vivenciar.
Entregar...
          Entregar...
                    Entregar...
Meu autocontrole ao puro sonhar.


Quero sentir a mais sã loucura
que vem da alma pura.
Fugir de tudo que seja real.
Tentar assim uma fuga do mal.


Onde já se ouviu?
Como ver o que não se viu?


É...
Esse é meu mundo, situação.
Não quero sentir mais isso não.


Chega!
É o grito que dentro de mim ressoa.
Solidão.
É o que toda minha cidade povoa.


Mas quero sair de tudo isso.
Quero viver um compromisso.
Comprometer-me com o desejo,
com a vida em todo ensejo.
Pois só terei comigo a felicidade
se eu me entregar à minha verdade.


Deus está comigo nesse negócio,
Ele é o próprio,
que está me deixando envolver,
para me modificar, reviver.


Essa é a minha insanidade,
que é uma consciência na realidade.
E onde Deus mandar eu irei,
pois nesse compromisso viverei.


Mas preciso, sim preciso,
de fugir da solidão,
de entrar em um acordo
com o meu coração.

Nenhum comentário: